Cafôfo sobre a Saúde: "Não é admissível que isto continue"

Susy Lobato

Desabafo nas redes sociais surge no dia em que os médicos enfrentam o secretário da Saúde e há nova falta de medicamentos oncológicos, conforme noticiou o JM na sua edição de hoje.

O presidente da Câmara do Funchal diz-se preocupado com o Serviço Regional de Saúde da Região. "Em dois anos deste governo, vamos no terceiro secretário regional da tutela e continuamos a ter os mesmos problemas, as mesmas lacunas, a mesma falta de ação política", começou por criticar Paulo Cafôfo numa mensagem publicada, há instantes, na sua página do Instagram.

"Não é admissível que isto continue. Não há condições para continuar, os madeirenses merecem muito melhor", concluiu o autarca do Funchal, precisamente no dia em que são tornadas públicas notícias polémicas em torno do sistema de saúde na Região.

Refira-se que esta sexta-feira o JM destaca, logo na capa da edição impressa, a revolta de um conjunto de médicos face à decisão da tutela de criar as 'Consultas Abertas' e ainda a falta de medicamentos para doentes oncológicos.