PCP alerta para degradação do serviço postal na RAM

Iolanda Chaves

O encerramento de estações e postos dos CTT e consequente extinção de postos de trabalho está a acentuar "a degradação do serviço postal" na Região Autónoma da Madeira, considerou o deputado comunista Ricardo Lume, no final de uma reunião, esta tarde, com dirigentes do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicaçõe.

O encontro, realizado na Assembleia Legislativa da Madeira, teve por objetivo "abordar a degradação dos serviços prestados pelos CTT, bem como a ofensiva feita aos seus trabalhadores".

"A diminuição da qualidade dos serviços dos CTT está directamente ligada à opção de extinguir postos de trabalho, e à contratação recorrente de empresas de prestação de serviços. Como se já não bastasse o encerramento de várias estações dos CTT e a extinção de centenas de postos de trabalho, a Administração dos CTT-Correios de Portugal continua a demanda de extinguir mais postos de trabalho, que são fundamentais ao funcionamento da Empresa", sublinha Ricardo Lume.

Segundo o deputado comunista, "a degradação do serviço postal é uma realidade que foi acentuada com a privatização da empresa".

"Entre 2012 até à presente data, encerraram na Região, sete Estações e Postos dos CTT; reduziram-se em largas dezenas o número de trabalhadores e aumentou a pressão e o assédio com vista à sua saída, quando, na realidade, faltam trabalhadores nos correios; há vastas zonas da região onde o correio só está a ser distribuído uma vez por semana; estão identificadas centenas de situações em que a distribuição postal é efetuada com “giro em dobra”, isto é, recorrendo à disponibilidade de carteiros que trabalham para além da distribuição que lhes está atribuída na sua jornada", sustenta.

O PCP, garante Ricardo Lume, "vai continuar a intervir para que os CTT voltem a prestar um serviço público postal de qualidade, garantindo as necessidades das populações, bem como garantindo aos seus funcionários condições de trabalho e trabalho com direitos."