Estudantes madeirenses com 12 universidades britânicas à escolha

Tânia R. Nascimento

O Madeira Tecnopolo está a receber, desde esta manhã, 12 universidades do Reino Unido, que vieram apresentar os seus estabelecimentos de ensino superior aos alunos madeirenses.

De acordo com Ana Pereira, da OK Student, tratam-se de 12 opções para o futuro, tendo a iniciativa como objetivo "desmistificar" ideias associadas à entrada na universidade num país estrangeiro.

No caso destes estabelecimentos de ensino superior, a OK Student disponibiliza-se a auxiliar os alunos que pretendam encontrar a melhor alternativa, sem que os mesmos se tenham de preocupar com dinheiro ou com a própria média.

"As propinas são 100% financiadas, podendo os estudantes trabalhar e ganhar dinheiro enquanto estudam. É uma maniera de ganhar prática e também independência. Para além disso, os alunos podem entrar em qualquer universidade independemente do curso que queiram e da média que tenham", explicou Ana Pereira.

A student advisor lembrou que o método de ensino destas universidades distingue-se do da maioria das universidades portuguesas por dar primazia à prática.

"Lá, os estudantes aprendem praticando, tendo uma carga horária de 12 horas por semana, e são avaliados por aquilo que desenvolvem", esclareceu.

Aquisição de experiência profissional enquanto estudam, criação de uma vasta rede de contatos pessoais e profissionais e desenvolvimento do vocabulário são, de acordo com Ana Pereira, as três principais vantagens de estudar numa universidade do Reino Unido.

Enquanto líder no encaminhamento de estudantes para aquele país, a OK Estudante já apoiou mais de 3.500 jovens portugueses, tendo ganhado um espaço na Madeira em maio do ano passado (no Centro Comercial Europa).