Fernando Curto quer outro tratamento no transporte de doentes pelo SESARAM

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais, Fernando Curto, diz ter notado bastante abertura do secretário regional da Saúde em relação aos problemas levados à reunião que decorreu hoje com aquele governante e com elementos do Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira.

Em declarações aos jornalistas momentos depois do encontro que decorreu na Secretaria Regional da Saúde, Fernando Curto disse que foi ali apresentar as reivindicações que estão a ser discutidas a nível nacional, no sentido de reorganizar a Região Autónoma da Madeira naquilo que tem a ver com o socorro.

A corporação única já apontada em tempos, voltou a ser falada na reunião com aquele que agora tutela a Proteção Civil e Bombeiros da Região, sendo que Fernando Curto apontou que foi sugerido, por outro lado, um outro tratamento na condução de doentes, no que diz respeito ao Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira. Fernando Curto recordou que houve um desvincular das associações na prestação de serviços, quando foi criada a empresa de transporte e o que acontece, neste momento, "é que as populações não são bem servidas", denunciou.

Fernando Curto referiu que o secretário regional da Saúde ficou sensibilizado para esta e todas as outras questões colocadas, como foi o exemplo da necessidade de reforçar com elementos, a corporação de Bombeiros do Porto Santo, na altura de verão.