Rodrigo Vargas explica “ilha urbana intermédia”

A delegação da Madeira da Ordem dos Arquitectos informa, através de uma nota de imprensa enviada à nossa redação, que vai realizar no dia 10 novembro nas suas instalações, no Funchal, a Conferência intitulada "O que é uma ilha urbana intermédia" apresentada pelo arquiteto Rodrigo Vargas.

De entrada livre, a conferência tem início às 18h00 e está integrada no ciclo Sextas às 6.

Desde o ano 2007 mais de metade da população mundial desenvolve a sua vida quotidiana em meios urbanos.

Mais de metade destes meios urbanos são as chamadas Cidades Intermédias - nas quais a população se encontra num leque que vai dos 50.000 aos 1.000.000 de habitantes.

As Cidades Intermédias possuem a capacidade de estabelecer redes de relações entre elas sustentadas na matriz territorial onde estão assentes.

Mas que acontece quando esta matriz extensiva desaparece?

Os meios insulares mundiais sofreram um acelerado processo de urbanização na segunda metade do séc. XX, semelhante ao dos territórios continentais, talvez ainda mais acentuado devido às limitações intrínsecas das suas condições geográficas.

Qual a estrutura das relações que estabelecem os meios insulares com outros territórios?

Faz sentido, falar em Ilhas Urbanas Intermédias?

A intervenção abordará o enquadramento teórico da análise das Ilhas Urbanas Intermédias, e quais os parâmetros mínimos de urbanização e infraestruturas necessários para atingir uma relevância territorial relativa em função dos seus níveis de conectividade