Albuquerque quer que o Estado assuma responsabilidades na comparticipação das áreas da saúde e educação

Romina Barreto

Miguel Albuquerque defendeu esta manhã a necessidade de o Estado assumir a sua “quota de responsabilidades nos encargos do Estado Social”, disse, frisando a importância de a Região ter instrumentos para assegurar o seu desenvolvimento, “nomeadamente uma comparticipação do Estado nas funções sociais”.

Albuquerque defende que os encargos com a saúde devem mesmo ser reforçados.

“A constituição não isenta o Estado de assumir responsabilidades nestas duas áreas”, rematou.

O governante falava à margem da conferência sobre Autonomia e o Governo Regional, a decorrer no salão nobre do Executivo, no âmbito da visita que o Curso de Defesa Nacional está a realizar à Madeira.