Patrícia Dantas lamenta "verbas em falta" para despesas de saúde dos regressados da Venezuela

LUSA

Na audição ao ministro dos Negócios Estrangeiros, Patrícia Dantas, deputada social-democrata na Assembleia da República, lembrou "verbas em falta por parte da República" para apoiar as despesas de saúde dos regressados da Venezuela.


Leia na íntegra a nota de imprensa do PSD-Madeira:



"“Ainda que o Governo da República tenha assumido que iria apoiar o Sistema Regional de Saúde nas despesas relativas aos regressados da Venezuela – despesas essas que o Governo Regional continua a assumir– e bem – desde 2017, em nome da inclusão social a que tem dado prioridade – o que é certo é que, até à data, os cofres da Região nada receberam, sendo caso para perguntar se está ou não previsto que esse apoio venha a ser uma realidade” questionou, hoje, na Assembleia da República, a deputada Patrícia Dantas, na audição ao Ministro dos Negócios Estrangeiros.

Ocasião em que a deputada lembrou que este apoio chegou a ser contemplado em sucessivos Orçamentos do Estado desde 2019 e em diversas intervenções públicas sem, todavia, ter existido qualquer consequência.

“Chegamos, inclusive, a ouvir o Secretário de Estado das Comunidades a garantir que o Serviço Regional de Saúde iria receber 1 milhão de euros, verba essa que, estando validada pela Administração Central, permitiria a transferência, em maio do ano passado, de 280 mil euros, o que nunca chegou a acontecer. Nem 280 mil euros nem 1 milhão de euros, recebeu zero euros”, sublinhou, lembrando que a solidariedade “não se faz de promessas, de discursos e de notícias, mas, sim, de concretizações responsáveis, com interlocutores, ações e compensações financeiras” e exigindo, precisamente por isso, o esclarecimento da situação.

Patrícia Dantas que, na oportunidade, avançou que, no que respeita aos regressados da Venezuela, o apoio que tem vindo a ser assumido pelo Sistema Regional de Saúde já ascende a 17 milhões de euros e cobre a assistência a cerca de 11.000 pessoas."