Proteção Civil da Madeira emite recomendações devido a previsão de chuva forte

O Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira (SRPC) emitiu hoje um conjunto de recomendações à população face às previsões de forte precipitação nas zonas montanhosas e costa sul da Madeira, que estão sob aviso meteorológico laranja.

Segundo a informação divulgada, as condições meteorológicas indicadas pelo Comando Regional de Operações de Socorro e o Observatório Meteorológico do Funchal vão verificar-se “até ao fim da manhã do dia 07 [quarta-feira]”.

“Associado à aproximação e passagem de superfície frontal fria, prevê-se períodos de chuva ou aguaceiros pontualmente fortes e acompanhados de trovoada mais prováveis na costa sul e nas regiões montanhosas da ilha da Madeira, em especial durante o fim da tarde e noite de terça-feira”, lê-se na nota.

O SRPC acrescenta que, a partir do fim da tarde de hoje e na madrugada de quarta-feira, o vento será “moderado de sudoeste, temporariamente forte (30 a 40 quilómetros por hora) com rajadas da ordem de 80 a 90 quilómetros por hora nas regiões montanhosas e 70 a 80 quilómetros por hora nas regiões costeiras, mais expostas a ventos de sudoeste”.

Estas condições levaram o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) a colocar as regiões montanhosas e a costa sul da Madeira sob aviso laranja até as 00:00 horas de quarta-feira.

Entre as recomendações, o SRPC indica que devem ser evitadas as viagens nas zonas afetadas por este tipo de situação meteorológica e a circulação junto de prédios degradados, devido ao risco de derrocadas.

O SRPC sugere ainda que seja adotada uma “condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água”.

A proteção civil da Madeira alerta também para “os riscos que representam, com estas condições, os percursos auto e apeados, sobretudo nas zonas montanhosas, vertentes expostas e zonas costeiras”.

A necessidade de garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais, a retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas, são outras das recomendações.

Por seu turno, a Câmara Municipal do Funchal informou que, na sequência dos avisos emitidos pelo IPMA, decidiu cancelar todos os trabalhos da limpeza urbana previstos para hoje à tarde, “tendo o pessoal afeto a estas funções sido reencaminhado para o apoio à limpeza de sarjetas e monitorização de pontos mais críticos da cidade”.