PTP apresenta voto de pesar pela morte do Padre Nóbrega

A representação parlamentar do Partido Trabalhista Português na Assembleia Legislativa da Madeira acaba de informar que apresentou um ‘Voto de Pesar pelo falecimento do padre Manuel Nóbrega”.

No voto de pesar pode ler-se que, “foi com consternação, que recebemos a notícia do falecimento do padre Manuel Nóbrega, de 89 anos, no passado dia 24 outubro de 2017, natural da freguesia do Curral das Freiras, onde nasceu no dia 16 de Abril de 1928”.

Segundo o PTP, “Padre Nóbrega, como popularmente era tratado, foi ordenado sacerdote a 21 de agosto de 1955, tendo sido coadjutor da paróquia de Santa Cruz, pároco de Santo António da Serra, coadjutor no Estreito de Câmara de Lobos, pároco de São Roque do Faial e pároco da Quinta Grande, tendo deixado a paroquialidade a 25 de setembro de 1992, por questões de saúde”.

Diz ainda que, “além da sua dedicação ao sacerdócio era um especialista da natureza e da botânica, sendo responsável pela incorporação no Jardim Botânico do património de História Natural do Seminário Diocesano do Funchal”.

Lembra também que “perito em botânica, descobriu duas plantas vasculares, e uma espécie protegida a nível mundial. Em sua honra, estas duas das espécies, endémicas da Madeira, foram designadas de Nobregae laetinervis e Fissidens nobreganus”.

Em 1998, recorda o PTP, “foi condecorado com a Ordem de Mérito pelo presidente da República Portuguesa, Jorge Sampaio, e em 2016 recebeu da Câmara Municipal de Câmara de Lobos a Medalha de Mérito Municipal Grau Ouro”.

A Região Autónoma da Madeira, diz o PTP, “ficou certamente mais pobre com o seu falecimento, razão pela qual homenageamos a sua pessoa, como forma de agradecimento por todo o seu trabalho e dedicação”.

Assim, remata o voto de pesar, “a Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira expressa o seu pesar pelo falecimento do padre Manuel Nóbrega, e apresenta à sua família e à diocese as mais sentidas condolências”.