Área do Design tem empregabilidade, refere docente da UMa

A Universidade Europeia (IADE) e a Universidade da Madeira (UMa) uniram-se para organizar a 9ª Conferência Internacional Senses & Sensibility. O Colégio dos Jesuítas, acolhe hoje, o primeiro dia do encontro, destinado a alunos e docentes da área do Design.

“A empregabilidade no Design ainda é muito alta”, refere a organizadora da conferência, Susana Gonzaga. “As empresas já estão a perceber que os nossos alunos saem bem formados e já estão a requerer muito o trabalho do Design”, acrescenta a docente de Design da UMa, ao JM.

A organizadora não atribui grande importância ao sítio onde é feita a licenciatura. Garante que a UMa tem uma equipa "muito forte" de docentes, na sua maioria internacionais. "Acho que se trabalhar bastante , seja em que área for, qualquer pessoa consegue trabalho e vingar na sua carreira. Tem é de querer muito e estar disposta a marcar a diferença", acrescenta Susana Gonzaga.

Em termos práticos, o encontro resultará na publicação de um livro, com contribuições dos investigadores nacionais e internacionais, presentes na iniciativa.

Nomes como Nini Andrade Silva, Teresa Franqueira e Guy Julier, compõem o cartaz. Temáticas como o trabalho, a educação, as comunidades, a tecnologia, a cultura e a estratégia, na área do Design, serão debatidas na ocasião.

Satisfeita com o reconhecimento da área, por parte da Câmara Municipal do Funchal e da Região, Susana Gonzaga sublinha que "o design existe em tudo: nas embalagens, na publicidade, qualquer coisa em que a gente se sente, por exemplo, foi projetada e pensada por alguém”.

A conferência decorre até o dia 27 de outubro e as inscrições, estão abertas à comunidade geral, podendo ser feitas aqui.