Eduardo Jesus assinala junho como mês de recordes no turismo

Iolanda Chaves

Eduardo Jesus diz que o aumento no número de dormidas alcançado em junho, de acordo com os dados avançados hoje pela Direção Regional de Estatística, tendo por base o Instituto Nacional de Estatística, "confirmam a consolidação do crescimento que se estava já a sentir, no setor do turismo e consequentemente em toda a economia regional".

"É um mês de recordes. O mês de junho é de novos recordes de hóspedes e de dormidas, é um mês em que assistimos a crescimentos bastante significativos, quer do mercado estrangeiro, quer nacional. Mês em que se bate recorde dos proveitos totais, atingindo quase 55 milhões de euros", sublinha o secretário regional do Turismo e Cultura.

Segundo o governante, estes resultados começaram a verificar-se, no ano passado, em agosto, quando a Região atingiu os 50 milhões e têm sido crescentes, conforme se veio a verificar em junho.

"Também a estada média cresceu, situando-se em 4,7 noites, o que significa que as pessoas ficam mais tempo cá e a taxa de ocupação/cama teve aumento de 71% o que é manifestamente bom para este setor", salienta.

Eduardo Jesus reforça que "estes resultados não estão a acontecer por acaso".

"O Governo Regional empenhou-se para que esta retomada fosse forte e expressiva na sua dimensão. Está de acordo com o que perspetivamos, com o empenho das equipas que estão afetas ao setor, quer na Direção Regional de Turismo, quer na Associação de Promoção e é com esta intenção e motivação de superar os números anteriores à pandemia, que nós vamos continuar a trabalhar procurando que os dados que possam surgir nos meses seguintes se mantenham com esta qualidade de boa notícia", considera.