'Tendências atuais na Cibersegurança': 30% ainda clica nos links duvidosos, diz Luís Sousa

David Spranger

No painel ‘Tendências atuais na Cibersegurança: Ameaças e Contramedidas’, Luís Sousa, CEO &Founder da ACIN, abordou a inevitabilidade dos modelos cloud e a temática da cibesegurança.

Luís Sousa relevou que “se tivermos cuidado com estes pequenos aspetos, então tempos parte do trabalho feito”.

“De seis em seis meses fazemos um teste. Enviamos um mail, simulando um mail falso para ver se os colaboradores clicam no link e a verdade é que 30% ainda clicam”, constatou Luís Sousa, referenciando que aqueles pequenos aspetos referidos passam por restrições de acesso, aos colaboradores, disponibilizando apenas o necessário para o exercício de funções.

“Claro que este cria problemas entre as pessoas, nem todos entendem porque não têm acesso a determinadas áreas”, mas terá de ser assim.

Ou seja, “a primeira decisão que temos que tomar é de facto ter algumas precauções como temos com a nossa casa. Ninguém sai de casa deixando a porta aberta” e nas “empresas temos também que trancar as portas e as janelas”, num sentido figurado, em termos informáticos.