“Já houve tentativas de replicar a nível nacional o nosso serviço de saúde”, diz Pedro Ramos

David Spranger

Pedro Ramos também foi chamado a intervir no debate potestativo requerido pelo Grupo Parlamentar do JPP, que versa ‘assuntos pendentes do Governo Regional para com a população da Madeira e do Porto Santo’, que decorre nesta quinta-feira no plenário madeirense, a maioria considera que a iniciativa está ferida de substância.

Na resposta direta a Tânia Freitas, deputado do PS, que havia tecido muitas críticas ao sistema de saúde regional, o secretário regional que tutela essa área evocou que “há 46 anos que a defesa da autonomia é feita pelo Governo Regional e uma das marcas da Madeira é o seu serviço regional de saúde”.

Pedro Ramos assegurou que, inclusive, “já houve tentativas de replicar a nível nacional, mas houve muitos obstáculos no Continente”

No seu entender, “quem usa não diz mal, quem diz mal e quem opina é quem não usa”, lembrando que “o programa do governo é para toda população”.

Sobre a marca dos governos de Miguel Albuquerque, também questionada, Pedro Ramos disse que “passou de uma cobertura de 59% os atuais 75%”, entre outras evidências que deixou.