Revista Sábado escreve que MP está a investigar negócio da Câmara do Funchal com agência de comunicação

A notícia é da Revista Sábado: O Ministério Púbico "está a investigar um contrato feito por ajuste direto pela Câmara Municipal do Funchal, presidida por Paulo Cafôfo, com a empresa SEOSPOT Digital Sales, Unip. Lda para a criação de um novo site para a autarquia".

Segundo aquela revista, pode estar em causa um crime de prevaricação. A Procuradoria-geral da República confirmou à Sábado que a "mesma deu origem a um inquérito que se encontra em investigação e sem arguidos constituídos."

A investigação tem por base, segundo aquele órgão de comunicação social, uma denúncia anónima que chegou ao Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) da Comarca da Madeira, segundo a qual o município contratou a 30 de Setembro do ano passado aquela companhia para a "construção e manutenção de novo site bilingue" pelo preço de 7.564 euros (como consta de uma factura anexada à queixa) e, na mesma data, adjudicou igualmente à SEOSPOT o serviço de "tradução de novo site bilingue" por 3.001,20 euros (como procura demonstrar através de outra factura).