Plantação de canábis para fins medicinais sem restrições na Ponta do Sol

Iolanda Chaves

O executivo camarário da Ponta do Sol aprovou, hoje, por unanimidade, a emissão de uma declaração de inexistência de restrições à plantação de canábis para fins medicinais no concelho.

Segundo a presidente da autarquia, é a segunda vez que o executivo camarário é consultado com esta finalidade.

Em causa, está um projeto com uma área da ordem dos 33 mil metros quadrados.

Célia Pessegueiro não especificou o local, apenas disse que o investimento é de portugueses e está previsto para a zona alta do concelho.

A autarca sublinhou que este foi apenas um passo, num processo que envolve outras entidades, entre as quais o Instituto das Florestas, entidade responsável pelo Parque Ecológico.