Debate JM: Garcês garante que não há "nenhum sítio em risco de ficar sem população" no concelho

O tema era a juventude mas entroncou-se com a questão da desertificação do concelho, visto que há muitos jovens que continuam a abandonar São Vicente.

Apesar de reconhecer que há jovens que continuam a sair do concelho, à procura de melhores condições de vida, o candidato José António Garcês garantiu que não há "nenhum" sítio em São Vicente que corra o "risco" de ficar sem pessoas.

Pelo contrário, Ricardo Catanho disse que o concelho "está a morrer lentamente" e referiu que a política de emprego da autarquia limitou-se a partilhar ofertas de emprego que existiam na Madeira na página de Facebook do município.

No debate, pela primeira vez a questão do apoio político a Garcês foi suscitada.

"Não sei bem qual é o seu partido", comentou Catanho, aludindo ao facto do atual presidente da Câmara Municipal ter sido militante do PSD, depois ter concorrido e vencido pelo movimento "Unidos por São Vicente", e agora manter o movimento de cidadãos e ser apoiado pelo PSD e pelo CDS.

Na resposta, Garcês disse que o seu partido "é São Vicente".

Alberto Pita