Projeto ‘Insetos da Madeira’ apresentado amanhã no Centro de Estudos de História do Atlântico

Amanhã, dia 30 de novembro, pelas 14h30, realizar-se-á a apresentação oficial do projeto 'Insetos da Madeira', no Centro de Estudos de História do Atlântico, uma iniciativa da Universidade da Madeira, com o apoio da Direção Regional do Turismo.

Nesta apresentação, será ilustrado como a app iNaturalist está a ser utilizada no âmbito do ecoturismo e turismo de natureza na Madeira. No sentido de promover o ecoturismo, envolver os turistas no registo de espécies de insetos e dar destaque a este grupo de enorme potencial turístico a nível regional, surgiu o projeto 'Insetos da Madeira'.

"Este projeto pretende potenciar um nicho de mercado quase inexplorado na Madeira que já é alvo de grande procura em outras partes do mundo com elevada biodiversidade. Na Madeira existem turistas com fascínio e curiosidade por este grupo de animais e que, de forma autónoma, observam insetos durante a sua estadia e partilham as suas fotografias online, utilizando redes de ciência cidadã, como a plataforma Biodiversity4all. Todos os cidadãos podem partilhar fotografias na internet utilizando a app iNaturalist, sendo os dados associados às fotografias de livre acesso e alvo de estudo por parte dos cientistas de todo o mundo", elucida a Universidade da Madeira, num email enviado às redações.

O uso desta ferramenta, numa lógica de envolvimento comunitário/cidadania ativa, permitirá aos turistas valorizar os recursos naturais regionais e, em simultâneo, usufruir de atividades de aprendizagem ao ar livre. Os insetos são o grupo de seres vivos mais abundante, diverso, e com maior número de espécies endémicas no arquipélago da Madeira.

A riqueza e diversidade deste grupo bem como a sua importância na Madeira será apresentada por Dora Aguin Pombo, docente da UMa. No evento estará presente a coordenadora nacional da plataforma Biodiversity4all, Patrícia Tiago, que mostrará qual o tipo de público interessado nos insetos da Madeira e o impacto desta plataforma no estudo da biodiversidade.

O coordenador do projeto e biólogo, Hugo Silva, apresentará os resultados do projeto obtidos no último ano, nomeadamente os grupos e espécies observadas nos vários concelhos da ilha e o número de observadores que utilizam a plataforma. A plataforma Biodiversity4all está já a ser utilizada por duas empresas regionais de turismo de natureza.

Os seus representantes foram convidados a partilhar o seu testemunho sobre a importância dos insetos como atrativo turístico e a relevância desta aplicação em atividades de turismo da natureza e valorização do património natural. Por fim, António Manuel Almeida, docente da UMa e especialista em turismo, abordará as novas tendências no mercado de turismo.

Note-se que a entrada é livre sujeita à lotação da sala e mediante apresentação do certificado de vacinação e teste covid-19 com resultado negativo realizado até sete dias antes do evento.