Lopes da Fonseca diz que António Costa é o primeiro-ministro que "mais promessas fez e menos cumpriu"

Marco Milho

O líder do grupo parlamentar do CDS acusou António Costa de ser "o primeiro-ministro que mais promessas fez e menos cumpriu com a Região".

António Lopes da Fonseca aludiu a compromissos e promessas assumidas nos últimos seis anos, exemplificando com verbas do POSEUR, na ordem dos 30,5 milhões, na sequência dos incêndios em 2016, ou de dívidas com a Região num total de 63 milhões de euros.

Abordou ainda o Centro Internacional de Negócios, considerando que os socialistas são os que mais atacam a Zona Franca.

Na respoista, Miguel Albuquerque sublinhou que, "apesar de todos os constrangimentos, até 2020, o Centro Internacional de Negócios continuou a crescer" e afirmou que "devia ser acarinhado" e encarado como "decisivo para ocrescimento nacional".