Albuquerque quer que República altere lei que promove "parasitismo" dos desempregados

Paula Abreu

Numa visita a loja Leroy Merlin, que abriu na Madeira a 1 de outubro, o presidente do Governo Regional disse que as taxas de desemprego vão baixar na Região, com a retoma económica, mas só não baixarão mais devido a uma lei nacional que permite que as pessoas desempregadas recusem postos de trabalho e não veem os seus subsídios cortados.

Não tendo a Região autonomia para tal, Miguel Albuquerque critica o Governo de esquerda que não altera uma lei "que promove o parasitismo".

Saliente-se que a Leroy Merlin emprega 190 pessoas.