Nova legislação para drones apresentada em Câmara de Lobos

A Associação Nacional de Aviação Civil (ANAC), a convite da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, trouxe ontem à Região o Roadshow “Voa na Boa” que visa esclarecer os operadores de drones da nova legislação em vigor.

Assim, na iniciativa que decorreu no Museu de Imprensa, ficou esclarecido que voos até 120 metros de altura não carecem de autorização da ANAC, sendo apenas necessária, se for feita recolha de imagens, autorização da Força Aérea (AAN), salvo nas zonas devidamente balizadas do aeroporto da Madeira, onde se aplicam várias restrições.

Ficaram também esclarecidas as dúvidas em relação ao sobrevoo do porto do Funchal, o responsável da APRAM presente, esclareceu que é possível sobrevoar a zona desde que o pedido seja feito a entidade com a devida antecedência e não coincida com a presença de navios no porto.

Pedro Santos, da ANAC, destacou que o objetivo da regulamentação não é o de proibir a utilização de drones, mas, pelo contrário fomentar, a sua utilização em segurança, destacando a mais-valia que a utilização dos drones representam, no caso da Região Autónoma da Madeira, em termos de promoção do destino

Este convite, por parte da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, surgiu na sequência de esta ser uma das autarquias pioneiras a nível nacional na utilização de drones próprios, para a realização de diversas atividades, de onde se destacam atividades ao nível do levantamento cartográfico do concelho para o processo de revisão do PDM e ao nível do Serviço Municipal de Proteção Civil, que tem utilizado estes aparelhos em operações de busca e salvamento, controle de progressão de fogos e de consolidação de escarpas, em coordenação com as autoridades policiais e militares.