Ocupação hoteleira atingiu os 87% em junho na Madeira

De acordo com o AHP Tourism Monitors, ferramenta exclusiva de recolha de dados da Hotelaria nacional trabalhados mensalmente pela AHP - Associação da Hotelaria de Portugal, em junho de 2017, a taxa de ocupação na Madeira foi de 87%, descendo 4,2% face a junho de 2016. No entanto, o preço médio por quarto ocupado e o RevPar evidenciaram ambos crescimentos de 13% e 8%, respetivamente.

Relativamente ao primeiro semestre de 2017, destaque para os aumentos no RevPar de mais 8% e no preço médio por quarto ocupado de mais 8%. A taxa de ocupação quarto foi de 81%, percentagem idêntica ao período homólogo de 2016.

Em termos de ocupação hoteleira, a Região ocupou, em junho, o terceiro lugar do ranking nacional, liderado pelo Grande Porto, com a maior taxa de ocupação (90%), seguido de Lisboa, com 88%.

Os crescimentos mais expressivos, segundo a mesma fonte, localizam-se no Minho (13,4%), Leiria/Fátima/Templários (12%) e Açores (6,6%).

No sexto mês do ano, o ARR fixou-se nos 93 euros, representando mais 13% do que no período homólogo, com destaque para as unidades hoteleiras de 4 estrelas, as quais registaram um crescimento de 15%. Os destinos turísticos Grande Porto (19%), Coimbra (18%) e Oeste (17%) tiveram os maiores acréscimos no preço médio por quarto ocupado.

O RevPAR registou um crescimento de 16%, face ao período homólogo, fixando-se nos 76 euros, sendo de destacar os destinos turísticos de Lisboa (97 euros), Algarve (88 euros) e Grande Porto (83 euros) com os valores de RevPar mais elevados.