Sete anos depois, a Praia da Calheta volta a ter a bandeira azul hasteada

Miguel Guarda

Está hasteada a bandeira azul na praia da Calheta.

Na cerimónia, Carlos Teles pediu ao governo para que se afundasse uma embarcação junto à costa, para promover ainda mais a prática do mergulho.

A secretaria regional do Ambiente e recursos naturais, Susana Prada, enalteceu o trabalho desenvolvido pelo Governo Regional nesta questão da qualidade das águas, recordando que a Madeira passou de 11 bandeiras azuis, em 2015, para 24, em 2021.

Para além da bandeira azul, a autarquia da Calheta promoveu alguns melhoramentos na praia, que inclui uma nova imagem de marca.

Um dos destaques vai para um inovador sistema que mede a temperaturas dos raios-ultravioleta, da atmosfera e da água, único no país. A informação estará disponível no site da câmara, todos os dias para que os forasteiros possam consultar.

A partir de agora há também duches na areia, uma velha reivindicação que só pode ser usada com água e ainda novos cinzeiros. Foi ainda construído um patamar de acesso entre os dois lados da praia, para facilitar acesso ao mar.

A Câmara mantém trabalhos de desinfeção de todas as espreguiçadeiras, diariamente, através de equipamento especial de água quente a 90 graus, bem assim como a vigilância e afastamento de aves prejudiciais ao ecossistema.