Madeira já sente atraso na entrega de carros

Alberto Pita

Os concessionários de algumas das principais marcadas de automóveis da Madeira já falam em três a cinco meses para entregar veículos novos.

O assunto faz a manchete de hoje do JM e explica que na origem do problema está a escassez de componentes que foram “desviados” para outros equipamentos durante a pandemia.

A imagem dominante na primeira página de hoje é, contudo, dedicada aos Achados Arqueológicos, encontrados após a aluvião de 20 de fevereiro de 2010, e que continuam à esperado do prometido museu.

A reportagem assinada pela jornalista Lúcia Silva mostra que são centenas de objetos e fragmentos que foram recolhidos depois da aluvião entre as ribeiras de Santa Luzia e de João Gomes.

No topo da primeira página do JM há ainda uma chamada para a decisão da Escola Jaime Moniz de suspender os cursos profissionais, mas também a notícia de que Carlos Pereira, deputado do PS à Assembleia da República, vai levar ao secretário de Estado os problemas relacionados com as recusas de empresas e plataformas nacionais de enviarem encomendas para a Madeira.

Estes e muitos outros assuntos para conhecer melhor na edição impressa de hoje do JM Madeira.