Saiba tudo sobre as luzes de Natal que vão colorir as noites do Funchal a partir de 1 de dezembro

Lusa

As iluminações de Natal no centro e arredores do Funchal, na Madeira, serão ligadas a 1 de dezembro e vão colorir as noites até 11 de janeiro de 2021, mantendo viva a tradição, apesar da pandemia de covid-19.

"Não há turismo, mas as iluminações vão ter um efeito psicológico muito positivo nas pessoas", disse à agência Lusa Humberto Silva, da empresa LuxStar, responsável pela maior parte do projeto de iluminação decorativa do concelho.

E reforçou: "As pessoas estão a viver este momento [de crise pandémica] para além do seu estado normal, pelo que esta quadra pode atenuar um pouco esse nervosismo, porque há luz, há cor, há novidade."

Este ano, o projeto está a cargo de duas empresas, a LuxStar e a Teixeira e Couto, vencedoras dos concursos públicos lançados pela Secretaria Regional do Turismo e Cultura, que orçamentou uma verba de 3 milhões de euros para as iluminações de Natal, Ano Novo e Carnaval na Madeira até 2022.

"Só no anfiteatro, vamos chegar aos 130 quilómetros de gambiarra corrida e, no centro da cidade, temos à volta de 180 mil lâmpadas", indicou Humberto Silva, destacando, por outro lado, a montagem de estruturas de grande envergadura, como uma árvore com 30 metros de altura e 14 toneladas de ferro, na Praça do Povo, e a bandeira da região autónoma, com 100 metros de comprimento por 70 de altura, suspensa na ponte da ribeira de João Gomes, a mais de 100 metros do leito.

O centro da cidade foi dividido em quatro lotes, distribuídos pelas duas empresas, sendo que Humberto Silva destaca o túnel de luz no cais, uma esfera na Avenida Sá Carneiro (marginal de acesso ao porto), e quatro árvores artificiais espalhadas pelo Funchal - duas com 10 metros de altura e duas com 15.

"Não se trata apenas de fazer um trabalho para receber dinheiro, também tem algo de artístico para além do trabalho e da transpiração", declarou, vincando que a LuxStar tem cargo a parte considerada a "essência" das iluminações do Natal madeirense, sendo ainda responsável pelos projetos nos concelhos do Porto Santo, Câmara de Lobos e Ponta do Sol.

A iluminação em linha do anfiteatro do Funchal, a decoração das árvores nas ruas da cidade, jardins e rotundas, bem como a iluminação dos contornos, varandas e lintéis de edifícios públicos e privados e das três ribeiras que atravessam a baixa são algumas das características que marcam a quadra natalícia e constituem uma grande atração para residentes e visitantes.

"Acho que o Natal madeirense é famoso pela diferença e pela essência daquilo que apresenta e representa", disse Humberto Silva, sublinhando que, embora seja importante acompanhar a evolução tecnológica, "há coisas que não é mesmo possível mudar".

A montagem das iluminações decorativas no concelho do Funchal começou no dia 11 de novembro e deverá ficar concluída na totalidade até terça-feira, 01 de dezembro, data em que será acionado o interruptor, marcando o início da Festa na Madeira.