Covid-19: Movimento pede apoios para o setor da restauração na Madeira

O movimento "Estamos Convosco" apelou hoje ao Governo Regional da Madeira apoios para o setor da restauração, hotelaria e organização de eventos face às dificuldades geradas pela pandemia da covid-19, que já levou ao fecho de dezenas de estabelecimentos.

"É horrível passar na zona velha da cidade e na baixa do Funchal e ver tantos estabelecimentos encerrados", disse hoje Samuel Silva, ex-empresário do ramo, no âmbito de uma concentração seguida de manifestação de apoio ao setor da restauração no Funchal.

Apoios aos custos fixos e isenções em alguns impostos foram algumas das reivindicações do movimento.

"Só assim este Governo Regional conseguirá fazer com que não fechem mais restaurantes. Estima-se que já tenham fechado mais de cem restaurantes e outros tantos estão no limbo de encerrar", afirmou.

A concentração mobilizou uma dezena de pessoas na Placa Central da Avenida Arriaga, seguida de manifestação até à Zona Velha da Cidade, na qual alguns manifestantes empunhavam cartazes com inscrições como "copos cheios de nada", "prefiro morrer de covid-19 do que morrer de fome", "somos povo" e "salvem empresas, salvem famílias".

A Madeira regista 660 casos de covid-19, tendo-se verificado já duas mortes pela doença no arquipélago.