Madeirense com doença terminal reencontra amor de infância e casa num hospício em Londres

Uma mulher madeirense com uma doença terminal casou com o namorado da sua infância com a ajuda dos profissionais do hospício Marie Curie, em Londres.

Margarida e Paulo, naturais da Madeira, conheceram-se e começaram a namorar na ilha durante a adolescência. Algum tempo depois, o casal acabou por se separar e reuniu-se anos mais tarde quando se voltaram a encontrar, já em Londres, dando uma segunda oportunidade à relação.

No início deste mês, Margarida viu-se obrigada a mudar-se para o hospício Marie Curie, em Hampsted, devido a uma doença terminal que lhe foi diagnosticada.

Foi neste 'agora ou nunca' que o casal decidiu dar o próximo passo na relação, tendo trocado alianças na última terça-feira, 27 de outubro, com a ajuda dos profissionais de saúde dessa unidade dedicada ao cuidado e apoio a doentes em estado terminal.

De acordo com o Daily Mail Online, o 'staff' ajudou nos preparativos arranjando cabelo e unhas da noiva, enquanto o noivo tratou de encontrar um vestido para Margarida.

"Foi um dia fantástico, tudo correu de forma perfeita", afirmou Margarida.


Congratulations to Margarida and Paulo who got married at our Hampstead Hospice yesterday Despite COVID-19 bringing...

Posted by Marie Curie UK on Wednesday, 28 October 2020