Agenda feminista da UMAR dedicada a Maria Conceição Pereira

Iolanda Chaves

A agenda da UMAR para 2021 é este ano da Madeira e dedicada a Maria Conceição Pereira falecida em junho passado co-fundadora do movimento feminista, fundadora do núcleo regional juntamente com Guida Vieira e Assunção Bacanhim.

O lançamento da agenda teve lugar esta tarde na Câmara Municipal do Funchal integrado nas comemorações do Dia Municipal da Igualdade, que é assinalado este sábado com a entrega do Prémio Maria Aurora.

'Mulheres Reais' é o título da publicação, à venda por 7 euros, que faz corresponder a cada mês do próximo ano a história de uma mulher. São 12 testemunhos, 12 histórias reaias de cidadãs madeirenses com idades entre os 31 e os 74 ano, que desempenham ou desempenharam profissões distintas, procurando ser, de algum modo, uma representação das mulheres deste território marcado pela insularidade.

Joana Martins, dirigente da UMAR Madeira (e autora do design da capa), assinalou o facto de se tratar de uma agenda a nível nacional - a 13.ª da UMAR - e de ser uma forma de fazer chegar ao continente a realidade e os sonhos de mulheres madeirenses.

A coordenação da agenda esteve a cargo de Cássia Gouveia, Guida Vieira, Joana Martins e Valentina Silva Ferreira.

Idalina Perestrelo, vice-presidente da autarquia, aplaudiu a iniciativa e recordou Maria Conceição Pereira como uma lutadora pelos direitos das mulheres.