Madeira já iniciou o processo para o pedido de empréstimo de 458 milhões de euros

Alberto Pita

A Vice-presidência do Governo Regional acaba de confirmar ao JM que já avançou com o pedido de empréstimo de 458 milhões de euros.

"O Governo Regional, através da Vice-presidência, deu início, hoje, ao processo de conceção do empréstimo", refere uma informação enviada ao Jornal.

"Esta operação permitirá recorrer ao financiamento de necessidades orçamentais decorrentes dos efeitos da pandemia de covid-19 e fazer face às dificuldades económicas e sociais sentidas pelas famílias e empresas madeirenses", acrescenta a comunicação do governo.

O JM perguntou também qual é a taxa de juros negociada e quais as entidades que farão parte do consórcio bancário, mas o executivo não quis adiantar mais informação.

"Nesta fase inicial do processo, é extemporâneo avançar com qualquer outro pormenor", esclareceu o governo.

Recorde-se que o vice-presidente do Governo Regional explicou, a 18 de setembro, durante a apresentação do Plano de Desenvolvimento Económico e Social 2020-2030, que as melhores propostas que a Região recebeu da banca [consórcio bancário] para o empréstimo de 458 milhões de euros preveem uma taxa de juros de 0,3%, no cenário de haver o aval do Estado, e de 1,3%, sem o aval da República. Ora, a diferença entre uma modalidade e a outra resulta num aumento dos pagamentos anuais de seis milhões de euros, por parte da Região.

Como se sabe, o Governo da República não deu o aval ao empréstimo nos prazos pedidos pelo Governo Regional.