“Potencial para produção de energia renovável não é assim tão grande”, Carlos Rodrigues

Carlos Rodrigues encerrou o tema da relativo à proposta de decreto lei regional, que adapta à RAM o decreto que aprova o regime jurídico aplicável ao autoconsumo de energia renovável.

A adaptação à Região do diploma nacional levou Rui Barreto à sessão plenária de hoje, com a oposição a tecer críticas em relação aquilo que vem sendo executado na Região e aos valores que vão sendo investidos.

Carlos Rodrigues, deputado do PSD, com uma explicação bastante técnica, mais dos que tentar desmontar a argumentação da oposição, limitou-se a constatações da dificuldade e altos valores envolvidos para esse aproveitamento de fontes de energias renováveis, mormente por causa da orografia caraterística da ilha.

Detendo-se uma nas ditas fontes de energias renováveis, Carlos Rodrigues deu uma lição técnica acima do assunto no hemiciclo, concluindo que as “apostas nas energias renováveis deve ser feitas mas esse potencial que todos pensamos que podemos ter, não é assim tão grande”.