ANIMAD Madeira fecha portas até que os governantes cumpram "com apoio prometido"

É com uma foto com informação de que está fechado, que a ANIMAD deu conhecimento, na sua página de Facebook, que não está a conseguir fazer face aos custos elevados para pagar despesas de 200 animais (alimentos, cuidados médicos, limpeza, água, luz, etc).

"Visto não termos tido o prometido pelas várias entidades governamentais onde havia a promessa de ajuda financeira para conseguir saldar algum do valor de 2019, nosso crédito no Hospital Veterinário está fechado; diz a ANIMAD num post colocado há duas horas e onde adianta que visto o crédito estar congelado, não tem como ajudar mais animais. A ANIMAD realça que a ida de um animal ao hospital ou outra clínica, supera sempre o valor que muitos desconhecem. Faturas essas que rondam os milhares de euros. A ANIMAD espera que as entidades "coloquem a mão na consciência" e lembra que os animais não são números e têm sentimentos e necessidades.

"Obrigado a todos pelo apoio que nos têm dado, acreditamos ainda que vão perceber que no fundo somos somente a voz de muitos, daqueles que viram as costas ao problema.Enquanto isso vamos aguardar para que haja bom senso quanto às verdadeiras necessidades de entidades como a nossa que nada mais é do que a solução para a cegueira de muitos!!", diz aquela Associação.