Relato emocionante do resgate de um cão desaparecido vários dias no Caniço

Francisco Taboada, antigo diretor regional de Estradas, deixou esta tarde, na sua página do Facebook, um agradecimento público não só aos Bombeiros Municipais de Santa Cruz, mas também a um homem – Nélio Correia – que o ajudou a encontrar e resgatar o seu cão, o Pepsi, de uma zona íngreme, perto da zona dos Reis Magos, no Caniço.

O animal, que tem por hábito desaparecer "sempre que se aproximam as férias de verão" fugiu a 1 de agosto e só foi resgatado alguns dias depois. Na longa publicação, o assessor do Conselho de Administração Empresa de Eletricidade da Madeira conta que o homem – “um amigo” e um “herói” – “foi buscar água a meio daquele calor escaldante, subindo e descendo aquela falésia íngreme; orientou os bombeiros na descida; não almoçou e, ao fim daquelas três horas, estava tão desidratado como nós. E foi-se embora assim sem mais nem porquê. Como se nada de extraordinário tivesse feito”.

Pepsi foi encontrado no fim de uma falésia "enroscado em posição fetal numa pequena cova que tinha feito à beira de mais um precipício para o fundo da ribeira, por baixo do tabuleiro do viaduto que passava lá em cima."

“Sem a teimosia do Nélio, o Pepsi não estaria hoje connosco. Sem a sua determinação estariam hoje muitas centenas de pessoas, que ajudaram a divulgar o seu desaparecimento, tristes e frustradas por não termos conseguido encontrar o Pepsi. Sem a coragem do Nélio estaríamos todos mais pobres, por uma perca que não tínhamos conseguido evitar. Sem o coração do Nélio, estavam as férias estragadas (sim, esse malandro do Pepsi foge-me sempre na véspera das férias). Obrigado Nélio. Vou pedir-lhe amizade no Facebook. É de amigos destes que todos nós precisamos”, escreveu.

Leia o relato emocionante de Francisco Taboada: