Mendicidade no Largo do Phelps continua a chocar cidadãos

O alcoolismo, a toxicodependência e a mendicidade continuam presentes no Largo do Phelps, no Funchal, conforme o JM noticiou na edição da passada segunda-feira (dia 3 de agosto). Consequentemente, os comerciantes mostram-se indignados com as situações "degradantes" a que se dizem "forçados" a assistir todos os dias, de manhã à noite.

Desta feita, um leitor que circulava na referida rua fez-nos chegar a imagem de um sem-abrigo a dormir em cima de um banco.

"Ainda tinha o copo de vinho ao lado. Fiquei chocado", revelou o transeunte ao JM.

Os bancos de pedra instalados no local (não há muito tempo), onde, anteriormente, havia um ponto de venda de fruta, são utilizados como dormitório, e "até casa de banho", por parte de sem-abrigo, alcoólicos e outros toxicodependentes, que deambulam pela cidade e fazem daquele lugar um ponto de paragem.

Recorde-se que têm sido recorrentes as denúncias relacionadas com a mendicidade e toxicodependência nas ruas do Funchal.