Greve dos motoristas da Horários do Funchal pode chegar aos 97%

Lúcia M. Silva

A adesão à greve dos motoristas da Horários do Funchal será hoje de 90%, podendo chegar aos 97%, "se quisermos ser rigorosos nos números", como revelou esta manhã o presidente do Sindicato Nacional dos Motoristas.

Manuel Oliveira disse ao JM que este número "histórico", como o próprio designou, deverá manter-se o dia todo, aproveitando a oportunidade para criticar o facto de a empresa estar a fazer "algumas habilidades e a utilizar autocarros da companhia de São Gonçalo a fazerem viagens para o Monte".

Recorde-se que, na causa desta greve, está a reivindicação da integração do subsídio de agente único na tabela salarial.

O pagamento deste subsídio foi suspenso entre março e maio, na sequência das medidas de contenção da pandemia do novo coronavírus, tendo sido substituído por outro, de igual valor, designado 'subsídio covid-19'.