MADEIRA Meteorologia

UMa: Nova fase de candidaturas aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais de 1 a 10 de setembro

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
29 Agosto 2022
11:12

A Universidade da Madeira (UMa) abrirá, de 1 a 10 de setembro, a terceira fase de candidaturas para as vagas sobrantes das fases anteriores dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP).

A oferta formativa deste ano letivo contempla os seguintes cursos: Construção Civil, Contabilidade e Fiscalidade, Informação e Comercialização Turística, Marketing Digital no Turismo, Proteção Civil, Redes e Sistemas Informáticos, Serviço Familiar e Comunitário, Sistemas Eletrónicos e Instalações Elétricas, Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação, e Treino Desportivo.

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) constituem-se como uma oferta educativa de natureza profissional, introduzida no âmbito do ensino superior, não conferente de grau académico, com 2 anos de duração, de nível ISCED 5, cuja conclusão com aproveitamento conduz à atribuição de um diploma de Técnico Superior Profissional.

"A oferta de formação deste nível tem uma forte inserção regional, materializada no seu processo de criação, na definição dos planos de estudos e na concretização da componente de formação em contexto de trabalho, bem como na interação obrigatória com as empresas e associações empresariais da Região", refere a UMa, em comunicado.

A Universidade da Madeira tem, desde 2015, oferecido cursos técnicos superiores profissionais, com o objetivo de alargar e diversificar o espectro da oferta de ensino superior, e assim, aumentar o número de cidadãos com qualificações superiores.

"Desde a sua implementação, em 2015, cerca de 60% dos estudantes que frequentaram um curso técnico superior profissional estavam empregados ou prosseguiram estudos, nos 6 meses seguintes à conclusão do curso", adita.

Para o próximo ano letivo, a Universidade terá em funcionamento 10 cursos técnicos superiores profissionais, menos 5 cursos do que no ano anterior, por não se terem inscrito o número mínimo de 15 estudantes exigido por lei.

A instituição de ensino decidiu informar, atempadamente, os candidatos dos cursos que não iriam funcionar, a fim de que esses tivessem oportunidade de concorrer a outro curso que pudesse também ser do seu interesse.

Nesse sentido, não funcionarão, no ano letivo 2022/2023, os cursos de Agricultura Biológica, Cozinha e Produção Alimentar, Gestão Energética e Ambiental, Guias da Natureza, e Tecnologias Agroalimentares.

A Universidade da Madeira pretende, pois, continuar com a oferta deste tipo de formação, reconhecendo a importância do aumento do número de profissionais qualificados e da requalificação dos ativos.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Há condições para o Orçamento da Região ser aprovado esta semana?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas