MADEIRA Meteorologia

PAN Madeira lembra que o Funchal "não se resume aos centros de poder ou de turismo"

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
27 Agosto 2022
14:49

O PAN Madeira, que por ocasião do aniversário do Funchal percorreu caminhos, becos e vielas da capital madeirense, diz ter verificado que "afinal o Funchal não está sempre à frente e que o seu presidente de Câmara [Pedro Calado] faz bem em assumir que não tem soluções", nomeadamente "para o aumento da dependência das drogas, do consumo de álcool e delinquência". E, de acordo com o partido, os funchalenses dizem que para o ambiente, envelhecimento e pobreza, a autarquia "também não tem" soluções.

"O PAN Funchal caminhou do mar à serra, ao encontro dos habitantes da nossa cidade, e ouviu que para uns está tudo bem, que para outros até não está e para muitos outros piorou tudo", apontou, dando como exemplo "os estacionamentos no largo do município que afinal iam ser, mas já não são", as "teleconsultas, para combater as listas de espera, continuam ‘virtuais’" e "o barulho dos bares e das festas ultrapassa a legislação em vigor".

Na ronda pela cidade, o PAN afirma ter verificado que, no Imaculado Coração de Maria, o bairro da Penha de França continua ainda à espera de recuperação; no Monte, "continuam a faltar tanto as pessoas, principalmente os jovens, como o ordenamento do território e a requalificação das zonas altas e ainda das mais altas"; em Santa Luzia os locais apontaram envelhecimento da população; e, em Santa Maria Maior, "faltam os passeios, para que as crianças os pais e os avós se possam deslocar em segurança" e há ainda "falta de limpeza dos terrenos".

Em Santo António, "a grande preocupação é o trafico e consumo de droga", problema também registado em São Martinho, que se queixa ainda, de acordo com o PAN, da "qualidade das águas balneares" e da "limpeza urbana".

Já em São Roque, tal como tem sido noticiado nos últimos tempos, o cenário de toxicodependência e a delinquência preocupa os fregueses. Na freguesia de São Gonçalo, "a divisão efetiva da freguesia é uma das grandes preocupações dos habitantes da freguesia, a nível da mobilidade, das acessibilidades e dos transportes públicos". Em São Pedro, "a falta de segurança é uma preocupação bem vincada na população duma das freguesias centrais do Funchal, também a circulação automóvel é uma preocupação, quer pelo excesso de carros, quer pela falta de estacionamento".

Na Sé, "os sem abrigo, a toxicodependência e a segurança são as grandes preocupações dos seus habitantes", sustenta.

O partido considera, por isso, que o Funchal "não se resume aos centros de poder ou de turismo, pois todo o município tem locais de charme, seja na zona velha, em São João Latrão ou no Lombo dos Aguiares", remata.

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vence o Campeonato Europeu de Futebol?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas