MADEIRA Meteorologia

Dia da Cidade: "Falaremos por aqueles que não se sentem incluídos no Funchal", diz Herlanda Amado

JM-Madeira

JM-Madeira

Data de publicação
21 Agosto 2022
11:25

Na abertura da sessão solene dos 514 anos do Funchal, foi Herlanda Amado a primeira a intervir.

A deputada da CDU avisou logo de entrada que "falaremos por aqueles que não se sentem incluídos no Funchal, construído por PSD e PS". Disse que "se não forem tomadas medidas urgentes, a nossa gente deixa de viver na cidade e é empurrada para a periferia". Condenou a possibilidade de construção de 250 lugares de estacionamento no Largo do Município e a intervenção no Largo do Pelourinho, e especificou inúmeras promessas não cumpridas. Assegura que "continuam as falsas promessas e continua a falta de valorização dos trabalhadores da autarquia".

"Temos assistido a práticas que em nada abonam a favor do interesse das populações e que lesam o erário público", clamando que "os habitantes da cidade deveriam ter direito a viver na sua cidade sem que se sintam indígenas. Não há direito à cidade enquanto não houver direito à habitação". E terminou clamando que "o povo do Funchal precisa de ter vez e voz, e é pelo respeito do povo do Funchal, que no dia da cidade importa tratar, quando de forma tão grosseira este Município atenta contra os direitos do povo".

David Spranger

OPINIÃO EM DESTAQUE

88.8 RJM Rádio Jornal da Madeira RÁDIO 88.8 RJM MADEIRA

Ligue-se às Redes RJM 88.8FM

Emissão Online

Em direto

Ouvir Agora
INQUÉRITO / SONDAGEM

Quem vence o Campeonato Europeu de Futebol?

Enviar Resultados

Mais Lidas

Últimas