Mulher de Pedro Lima escreve nova mensagem com recado aos "que se alimentam de maldade"

Cerca de uma semana após ter recebido a trágica notícia de que o seu marido, Pedro Lima, tinha sido encontrado morto na praia do Abano, em Cascais, Anna Westerlund recorreu às suas redes sociais para agradecer todo o apoio que tem recebido ao longo destes dias, e deixar um recado aos críticos.

"Nos meus dias tento que não caibam palavras de ingratidão, de mentira, de hipocrisia, de inveja, de maldade, de injustiça, de racismo ou de qualquer outro género que não façam bem aos outros. Verdade, acho que sou essa pessoa que tenta todos os dias ser melhor, apoiar, ser grata, ser positiva e amar e respeitar o outro. Sinto que os sete semeamos amor e foi sempre nestes valores que baseamos a nossa família", começou por escrever a ceramista, mãe de quatro dos cinco filhos de Pedro Lima.

Anna Westerlund deixou também palavras de agradecimento em nome de toda a família e um recado aos que os têm confrontado com notícias e comentários menos positivos.

"Não tenho palavras para agradecer o AMOR GIGANTE que tenho recebido da família, dos amigos, da minha equipa, dos conhecidos e dos desconhecidos. Do fundo do coração, OBRIGADA!! Têm-me abraçado a alma. Também há os outros que se alimentam da maldade e do escrutínio. Esses que se f*** mas eu também não sou pessoa de dizer asneiras", concluiu.


Ver esta publicação no Instagram

Nos meus dias tento que não caibam palavras de ingratidão, de mentira, de hipocrisia, de inveja, de maldade, de injustiça, de racismo ou de qualquer outro género que não façam bem aos outros. Verdade, acho que sou essa pessoa que tenta todos os dias ser melhor, apoiar, ser grata, ser positiva e amar e respeitar o outro. Sinto que os 7 semeamos amor e foi sempre nestes valores que baseamos a nossa família. Não tenho palavras para agradecer o AMOR GIGANTE que tenho recebido da família, dos amigos, da minha equipa, dos conhecidos e dos desconhecidos Do fundo do coração OBRIGADA!! Têm-me abraçado a alma. Também há os outros que se alimentam da maldade e do escrutínio. Esses que se fod*m mas eu também não sou pessoa de dizer asneiras

Uma publicação partilhada por anna westerlund (@annawesterlundceramics) a