Morreu Guilherme de Pádua, ator que assassinou Daniella Perez em 1992

Redação

Guilherme de Pádua, antigo ator brasileiro que assassinou a atriz Daniella Perez, em 1992, faleceu, ontem, vítima de uma paragem cardiorrespiratória.

A notícia foi avançada pela imprensa brasileira, tendo posteriormente sido confirmada pela congregação da Igreja Batista da Lagoinha, de que o ex-ator era membro.

Recorde-se que o corpo de Daniella Perez foi encontrado a 28 de dezembro de 1992, com 18 perfurações, sobretudo no peito, numa zona de mato, na Barra da Tijuca.

Apesar de os indícios apontarem para a utilização de um punhal, a arma do crime nunca foi encontrada.


Guilherme de Pádua e a sua mulher, Paula Thomaz, acabaram por ser condenados por homicídio, o qual terá sido perpetrado com base no facto de o então ator se encontrar descontente com a menorização do seu papel na novela em que figurava juntamente com a colega. Já a sua companheira fora motivada pelos ciúmes que nutria da relação ficcional que os atores mantinham no programa televisivo.