Ninguém vai usar uniforme militar no funeral do príncipe Filipe

De acordo com o The Times, nenhum membro da família real britânica vai usar o habitual traje militar na cerimónia fúnebre do príncipe Filipe, que se realiza este sábado, dia 17 de abril.

Trata-se de uma decisão inédita que quebra a tradição e terá sido tomada pela monarca.

O motivo estará relacionado com o príncipe Harry, que deixou de ser um membro sénior da família real britânica e abdicou dos seus títulos militares honorários. Tal impede que o neto do duque de Edimburgo possa utilizar o uniforme militar no funeral de amanhã.

De igual modo, o príncipe André, filho de Isabel II, viu a sua progressão na Marinha Real Britânica congelada no final de 2019, depois de ter vindo a público o seu alegado envolvimento no escândalo de abuso sexual de menores do multimilionário Jeffrey Epstein, o que levanta questões sobre a possibilidade de se apresentar no uniforme de almirante.

Neste sentido, a rainha de Inglaterra decidiu que todos os intervenientes deviam adotar o luto convencional, esbatendo as diferenças que poderiam ser perturbadoras entre os príncipes André e Harry e os restantes membros da família real.

A utilização dos uniformes militares em cerimónias fúnebres é uma tradição que remonta ao século XIX.