Eduardo Madeira defende Cristiano Ronaldo

Socorrendo-se de uma metáfora, o conhecido humorista Eduardo Madeira defendeu Cristiano Ronaldo, depois das críticas que foram dirigidas ao capitão da seleção portuguesa, que no jogo frente à Sérvia atirou a braçadeira ao chão.

“Um grande homem, que muito fez pela sua aldeia, foi roubado. O homem fica furioso. Alguns aldeães ficam contra o homem. Porquê? Porque são invejosos. O que lhes interesse é deitar abaixo o homem, não o bem da aldeia. Jogo da seleção explicado às crianças”, pode ler-se na publicação feita por Eduardo Madeira na usa página de Facebook.

Recorde-se que nos minutos finais do jogo contra a Sérvia, Cristiano Ronaldo recebeu um cruzamento de Nuno Mendes e atirou para a baliza deserta. Mitrovic, fez o corte quando a bola já tinha ultrapassado a linha de baliza. A equipa de arbitragem não considerou que a bola tenha entrado perante os protestos do capitão da seleção nacional. Cristiano Ronaldo viu o cartão amarelo, mas continuou visivelmente frustrado e segundos antes do árbitro apitar para o final do encontro, atirou a braçadeira de capitão para o chão e dirigiu-se para o túnel de acesso aos balneários.


Um grande homem, que muito fez pela sua aldeia, foi roubado. O homem fica furioso. Alguns aldeões ficam contra o homem....

Publicado por Eduardo Madeira em Sábado, 27 de março de 2021