Cristina Ferreira responde às críticas: "São pedras sentidas como algodão, não machucam"

Redação

Cristina Ferreira, agora diretora de Entretenimento e Ficção da TVI, fez um balanço do 28.º aniversário da estação e aproveitou a ocasião para comentar as sucessivas críticas das quais tem sido vítima desde que voltou para Queluz de Baixo.

"Já festejei muitos aniversários da TVI, mas nenhum como este", começou por escrever, salientando que "o sentimento de casa, nesta estação, foi o que me fez voltar. Muitas são as mensagens que recebo a falar nesse tal brilho no olhar, que só aqui se nota. Levantar uma estação do chão. Foi a isso que me propus, desde setembro do ano passado. Faço-o, ao lado de centenas de pessoas que, cheias de vontade e paixão, querem a TVI no lugar certo".

Escreveu também que "os últimos tempos têm sido de ataques e tentativas de desvalorização do caminho percorrido" e desafiou quem a critica: "Continuem, são pedras sentidas como algodão, não machucam, não me desviam um milímetro. Que caminhada feliz tem sido esta. Feita de suor e muitas poucas lágrimas, que estou a guardá-las para a alegria. Estamos perto. Não perto do que dizem, mas perto do que sabemos certo desde o primeiro minuto. São as certezas que me movem, desde o primeiro instante. Os erros fazem parte. Aproveito-os para melhorar. E cá estamos. A construir o futuro. Acreditem. Eu nunca deixei de o fazer. Cada passo na direção do sonho. Da televisão feliz. Obrigada a todos", terminou.