Carlos Costa revoltado: "Covid parece anedota. Perdi o meu pai que esperava consulta no privado"

Redação

O cantor madeirense Carlos Costa mostrou-se indignado com a forma como a pandemia está a ser gerida não só em Portugal, mas também no resto do mundo, apontando lacunas nos serviços de saúde por conta do vírus.

"Este Covid parece uma anedota. Perdi o meu pai que esperava uma consulta num hospital privado! Privado e pago a peso de ouro", escreveu o cantor na sua conta do Instagram e onde diz que o pai, que morreu a 25 de julho, terá marcado a referida consulta depois de ter sentido instabilidade cardíaca.

"Morreu com pequenos alertas de possível instabilidade cardíaca. À espera de serviço médico pago", continuou.

"O número de óbitos mundial destes meses é insólito. Nem 2% se deve a este vírus que nos priva de viver. Estão a tirar-nos a vida", escreveu na publicação, não poupando críticas à atuação política em relação à forma de como este problema sanitário está a ser gerido.

Recorde-se que o pai do artista faleceu, no final do passado mês de julho, vítima de uma paragem cardiorrespiratória, no Porto Moniz.