Vasco Fraga abre tertúlias na galeria Marca de Água

A galeria Marca de Água irá retomar o ciclo de ‘Tertúlias Marca de Água’ com assuntos da atualidade, naquele que é um lugar de debate e pensamento crítico sobre as transformações da sociedade contemporânea. Todos os meses as tertúlias terão novos oradores convidados, sobre diversos temas. Nesta primeira tertúlia, deste novo ciclo, o assunto de debate será ‘Madeira: que desenvolvimento queremos?’.

A tertúlia decorre na próxima terça-feira, dia 7 de julho, às 18h30, tendo por primeiro orador convidado, Vasco Esteves Fraga, economista, ex-Secretário de Estado Adjunto do Ministro dos Transportes e Comunicações, do V Governo Constitucional (1979-1980) chefiado por Maria de Lourdes Pintasilgo. Vasco Fraga é licenciado em Finanças e Gestão de Empresas, pela Universidade Técnica de Lisboa e pelo Instituto Superior de Economia e Gestão.

É pós-graduado pela London Business School e Universidade Católica.

É gestor e administrador em vários grupos empresariais internacionais.

As conversas que reúnem para debate várias personalidades regionais, são realizadas à porta fechada, mediante marcação e sujeitas à limitação dos lugares disponíveis.

A Marca de Água informou ainda, em comunicado, que as tertúlias terão uma periodicidade mensal, apresentando vários temas para debate, esclarecendo

De referir que, a Marca de Água tem já agendado para a próxima temporada artística 2020/2021 a programação do ciclo de Mesas Redondas da Associação ‘Adoro Ser Mulher’, que decorrem nos dias 2, 9, 16, 23 e 30 de novembro às 18h30. Ainda a decorrer está a exposição ‘Momentos’ da autoria do fotojornalista ‘Fernando Ricardo’, patente ao público até 12 de novembro, data em que será realizada a entrega de prémios dos trabalhos do Concurso Nacional de Desenho, organizado em parceira com a Câmara Municipal do Funchal.

Já a 19 de novembro inaugura a próxima grande exposição ‘Diálogos cruzados, no Feminino’ que reunirá obras de Sonia Delaunay, Júlio Resende, Costa Pinheiro e Mário Bismarck, Fernando Ricardo, em diálogo com uma dezena de mulheres artistas madeirenses.