Aventuras de ‘Quinas’ revelam preocupações ambientais e, futuramente, cívicas

Sofia Lacerda

‘Quinas Uma Viagem à Ria…’ é o mais recente título da coleção ‘Vadiagens do Quinas’, da escritora Violante Saramago Matos, que aborda a importância de preservar o ambiente, mas que terá continuação, em 2020, com preocupações cívicas.

Lançado esta tarde, na Livraria Esperança, é o sexto volume em que a autora apresenta “um herói, que não é um menino, mas o nosso Quinas”, um dos quatro cães que ela e a sua família resgataram das ruas nos últimos anos.

“Sabemos que as rias são ecossistemas próprios, têm vida própria e correm sérios riscos dadas as alterações climáticas que estão aí, e, por isso, o que acontece é que, se não temos efetivamente uma atenção particular em relação a todas as questões do ambiente, evidentemente que as consequências serão ainda mais perniciosas do que aquelas que temos vindo já a assistir”, alerta, ao JM.

“No fundo, é uma chamada de atenção que o Quinas faz, procurando despertar junto das crianças uma atenção, um cuidado que, às vezes, os pais e os adultos não têm”, frisa.

Explicando que a sua aposta na literatura infantojuvenil está relacionada com o incentivo à leitura, já que acredita que, “se as crianças não são habituadas a ler, dificilmente se tornarão bons leitores quando forem mais crescidos”, revela ainda que a sua escrita transparece quem é. “Evidentemente que há o meu espelho no que diz respeito àquilo que eu sou, à bióloga e à cidadã que sou, às preocupações que tenho, aos anseios que tenho e tudo isso se encontra revertido para os livros, sob a forma deste herói”.

‘Quinas Uma Viagem à Ria…’ é publicado pela Edições Esgotadas, que também lançará, em breve, “uma coletânea de contos de Natal para crianças, em que o meu conto é a chegada da Rumba e as preocupações da Rumba, que é a segunda cadela que nós recolhemos da rua”, recordou.

Para 2020, está prevista nova aventura do Quinas, desta feita para sensibilizar para a intolerância, “que é uma coisa que é muito comum nos dias de hoje”, constatou a autora.

Ainda quanto ao ‘Quinas Uma Viagem à Ria…’, foi apresentado por José Júlio Curado, que lembrou as parecenças entre a autora e o seu herói: “o Quinas é quase como um cão biólogo, inteligente, curioso e preocupado com os seus amigos”.