Encontro Internacional de Coros quer ser “mais uma marca da cultura e do turismo”

Sofia Lacerda

A vereadora Madalena Nunes recebeu esta tarde, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os grupos corais que irão participar no Encontro Internacional de Coros, que decorre na Madeira até ao próximo dia 7.

Na oportunidade, a responsável salientou que a autarquia tem apostado numa política para “desenvolver o meio artístico do Funchal e da Região, proporcionando o acesso a diferentes tipos de arte e espetáculos aos nossos públicos, e estes eventos servem para percebermos que quanto mais conhecemos os outros, outros públicos e outras culturas, mais recetivos estamos à diversidade, encarando-a como uma riqueza.”

Madalena Nunes agradeceu ainda todo o trabalho e empenho para que fosse possível a realização deste encontro na Região, “especialmente ao Coro de Câmara da Madeira, na pessoa de José Júlio Castro Fernandes”.

Já José Júlio Castro Fernandes, presidente da Direção do Coro de Câmara da Madeira, que organiza este evento, realçou que “assistimos hoje, aqui, ao início do que pretendemos que seja mais uma marca da cultura e do turismo da Região Autónoma da Madeira”.

Frisou ainda que esta primeira edição do Encontro Internacional de Coros “só é possível pelo apoio que nos é dado pela Câmara Municipal do Funchal e Governo Regional”.

Dirigindo-se aos coros, disse que era “bom tê-los cá” e deixou um convite: “espero que voltem e que voltem para cantarmos”.

Refira-se que este evento terá o seu ponto alto no domingo, dia 6, com um espetáculo no Centro de Congressos da Madeira, em que irão participar os seis grupos participantes: o Coro ‘Voices of the People’, a Associação Orfeão Dr. João Antunes, de Condeixa-a-Nova, o Orfeão Sol do Troviscal, de Oliveira do Bairro, o Grupo Coral do Estreito, o Grupo Coral do Arco da Calheta, a Associação Grupo Coral de Machico e o anfitrião, o Coro de Câmara da Madeira.