'Um Ponto que Dança' a 29 de maio no Baltazar Dias

“Um ponto que dança” é o nome da oficina para crianças e famílias com concessão e realização de Sara Anjo que decorrerá no dia 29 de maio às 18h00 no Teatro Baltazar Dias.

A oficina foi criada por Sara Anjo com base no seu livro, cujo nome é o mesmo e conta com cenário de Martina Manya e sonoplastia de Artur Pispalhas. A principal intenção desta oficina é voltar a atenção do público para a dança, tornando-o mais atento ao que acontece no corpo e no mundo em redor. Por isso, cada movimento é pensado ao pormenor desde o mais simples, como um pequeno e quase invisível piscar de olhos, ao maior, como o trânsito rápido dos carros na rua.

Desenvolvida em duas partes, na primeira o público assiste a uma leitura encenada da história de uma criança que ao atingir a idade adulta imagina ser um ponto ligado a outros tantos mil à sua volta, e na segunda, o mesmo, é convidado a participar de um conjunto de exercícios centrados na ideia de um ponto que dança.

Sara Anjo é natural do Funchal onde nasceu em 1982. Trabalha na área da dança como intérprete, coreógrafa e professora. O seu trabalho tem sido desenvolvido entre Lisboa, Berlim e Amesterdão. Formou-se na Academia de Dança Contemporânea e Estudos Artísticos da Universidade Católica de Lisboa e concluiu o mestrado em coreografia pela “Das Graduate School” em Amesterdão.

Os ingressos para participar nesta oficina têm um custo de 5€.