‘Música a Norte’ registou grande afluência

A Igreja Matriz de São Vicente acolheu, na noite de ontem, o primeiro dos quatro Concertos de Música Barroca que integram o novo evento 'Música a Norte', promovido, pela Secretaria Regional do Turismo e Cultura, conforme refere em comunicado, para assinalar as celebrações dos 600 Anos do Descobrimento das nossas Ilhas.

A estreia registou grande afluência. ”É sempre possível inovar e apostar em novas propostas que, de forma descentralizada, promovam os nossos bens e ativos culturais e o nosso património cultural edificado, associando-o a eventos que, primando pela qualidade e diferenciação, conquistam o público”, afirmou a secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço.

Recorde-se que o evento foi realizado pela primeira vez na Região, vindo, no entender de Paula Cabaço, acrescentar valor à oferta cultural da Região, reforçando o seu usufruto, por parte da população residente e visitante, fora do Funchal e, neste caso concreto, nos concelhos de São Vicente, Porto Moniz e Santana.

Paula Cabaço acrescentou que o mesmo “materializa a estratégia de descentralização que é defendida e diariamente implementada, pelo Governo Regional, no que ao acesso à cultura respeita”.

Depois de São Vicente, este Ciclo de Música Barroca – que tem a direção artística de Carlos Antunes – terá como palco a Igreja Matriz do Porto Moniz, a 16 de março, seguindo-se, a 24 de março, o concerto na Igreja do Senhor Bom Jesus de Ponta Delgada. O último dos quatro concertos previstos encerrará, em alta, o ‘Música a Norte’, na Igreja Matriz de São Jorge, a 31 de março.