Quase 30 ‘curtas’ para ver na ‘Quinta do Revoredo’ em agosto

Sofia Lacerda

Os jardins da Casa da Cultura de Santa Cruz - Quinta do Revoredo serão palco do 3.º ‘SANTAcurtas’, que, este ano, contará com a exibição de 27 curtas-metragens de seis nacionalidades, incluindo realizadores da Madeira.

Isso mesmo foi apresentado, esta tarde, pela organização, a Quinta do Revoredo e Gabinete da Cultura do município de Santa Cruz, em parceria com a NOS Madeira, que sublinhou que este festival de cinema irá privilegiar a cinematografia portuguesa.

Assim, a proposta passa por, todas as sextas-feiras do mês de agosto, às 21h30, “proporcionar aos visitantes a oportunidade de uma experiência de cinema diferente, trocando ideias e sensações, num auditório ao ar livre, tendo como pano de fundo apenas o mar e as Desertas”.

Novamente com entrada gratuita, esta mostra de cinema tem como objetivo “dar a conhecer ‘curtas’ que estejam fora do circuito comercial, alternativas e de autor, contribuindo para a criação e formação de novos públicos e, simultaneamente, colmatando a falta de um cinema alternativo que satisfaça um público mais exigente”.
Dessa forma, o ‘SANTAcurtas’ “pretende estimular a exibição pública de filmes que não são distribuídos, nem exibidos, nos circuitos tradicionais de cinema em Portugal”.
Entre as películas selecionadas estão curtas-metragens, documentários, obras experimentais e filmes de animação.

Os seus promotores mais recordam que esta iniciativa se apresenta como “uma distinta reinterpretação contemporânea de uma mostra de cinema que ocorria nos anos 1990 na Casa da Cultura - Quinta do Revoredo, em Santa Cruz. Esta nova abordagem pretende implementar uma dinâmica cinematográfica de continuidade e valorização do agradável anfiteatro sobre o mar”, concluem.