Câmara do Funchal promove exposição sobre a identidade da Zona Velha

A Câmara Municipal do Funchal coorganiza, a partir de amanhã, dia 23 de maio (inauguração às 18h30), a exposição fotográfica 'Os Rostos da Regeneração - Uma foto-história de Santa Maria', que visa contar um pouco da história da Zona Velha da cidade, através dos rostos que lá habitam.

As fotografias são da autoria de Laura Portinaro, da Universidade do Piemonte Oriental, sob a curadoria de José Zyberchema, e ficarão expostas até dia 15 de junho, num espaço municipal recém-recuperado no Largo do Corpo Santo, sito ao n.º 26 (horário de funcionamento das 14 às 18 horas e entradas livres).

A exposição faz parte de um projeto de pesquisa realizado por Laura Portinaro, como parte da sua tese de pós-graduação em Geografia Social, em colaboração com a Associação Insular de Geografia. O projeto visa avaliar a sustentabilidade cultural do processo de regeneração da área de Santa Maria, começando pelo projeto Arte das Portas Abertas, através da foodification (transformação através da 'alimentação') do distrito (particularmente a Rua Santa Maria) e a redescoberta do valor histórico e cultural da área, na qual várias lojas de arte e artesanato foram abertas.

"A intenção foi não apenas documentar o bairro, mas interagir com a população residente, produzindo um momento de reflexão. Para esse efeito, foram igualmente realizadas entrevistas e momentos de diálogo com a cidadania local (moradores, restauradores, artistas), que também farão parte da exposição, contando, assim, a experiência, as transformações, os desafios e as potencialidades do processo de regeneração através dos rostos das pessoas e do bairro", diz a CMF em comunicado.

Dado que a exposição será uma oportunidade de retorno à comunidade, a intenção foi instalá-la na própria Zona Velha, permitindo um encontro direto com o território e seus habitantes, onde as histórias se baseiam, o que foi assegurado pela Câmara Municipal do Funchal.