Mapa de Arquitetura é "convite a parar e refletir"

O primeiro Mapa de Arquitetura da Madeira, uma iniciativa da secção regional da Ordem dos Arquitetos (OA), foi ontem apresentado numa cerimónia que teve lugar no Museu de Fotografia da Madeira – Atelier Vicente's. Trata-se de uma espécie de roteiro onde cabem, neste primeiro caso, 22 obras do madeirense Rui Goes Ferreira, que foi criado por Madalena Vidigal, também arquiteta e neta desse grande nome da Arquitetura Moderna na Região.

Presente no evento, o Secretário Regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, começou por enaltecer as várias iniciativas que a Seção Regional da Madeira da OA tem vindo a desenvolver, como este mapa, mas também como o prémio que será entregue amanhã e que resulta de uma parceria com a Secretaria Regional, atividades que "ajudam a dar dimensão à importância da arquitetura na nossa sociedade".

Eduardo Jesus enalteceu ainda o trabalho ontem apresentado por Madalena Vidigal, afirmando que este mapa pioneiro na Região "é especial por várias razões". "Primeiro porque há aqui a necessidade de pararmos no tempo e nos abstrairmos da velocidade diária em que vivemos e dos projetos em que nos envolvemos, no processo de criação, e de olhar para trás", disse. Nesse convite que é feito, a autora deste mapa "dá-nos esta oportunidade de parar e refletir sobre um legado que nos foi deixado por um arquiteto de importância maior na Região e que através das suas obras convoca-nos para uma reflexão."

O mapa sobre o trabalho de Rui Goes Ferreira é também uma "chamada de atenção saudável e salutar que merece respeito, traz algo de novo e que se apresenta como um convite irrecusável à procura destas obras e de encontrar nestas obras uma leitura, uma narrativa que caracterizou a intervenção" do arquiteto que é também avô de Madalena Vidigal.

Sobre esta ligação familiar, o governante admite que à partida podia não facilitar este projeto, mas refere que "Madalena encontrou uma forma bastante peculiar de saber interpretar essa ligação e a forma criteriosa e honesta como olha para esse legado é também motivo de enaltecimento" e "faz recair sobre nós a responsabilidade da preservação e da intervenção sobre a qual se fez escola e referência".

Refira-se ainda que a OA tem já em curso o próximo mapa de arquitetura, que será dedicado à obra de Chorão Ramalho.

O mapa de Rui Goes Ferreira, além da versão em papel, pode ser consultado em www.mapadearquitetura-madeira.com .